Farol com informações do JC Online, Angela Fernanda Belfort

Publicado às 04h20 deste domingo (16)

Um time de 17 candidatos a deputado federal em Pernambuco já receberam mais de R$ 1 milhão, cada um, para gastar nas suas campanhas eleitorais deste ano, segundo o banco de dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Juntos, eles contabilizaram o recebimento de R$ 20,7 milhões.

Esse seleto grupo é formado por 13 deputados federais que tentam a reeleição, incluindo o ex-ministro de Minas e Energia, Fernando Coelho Filho (DEM), e também dois candidatos que disputam um mandato federal pela primeira vez com sobrenome que explicam o aporte de gastos dos seus respectivos partidos: Marília Arraes (PT), neta do ex-governador Miguel Arraes, e João Campos (PSB), bisneto de Arraes e filho do ex-governador Eduardo Campos. Esses recursos são oriundos principalmente do Fundo Eleitoral e do Fundo Partidário (com recursos bancados pelo contribuinte) e de doações de pessoas físicas.

Em Serra Talhada, o candidato Fernando Filho, tem o apoio irrestrito do vereador Zé Raimundo Filho (PTC), que levou todo os seus correligionários à cabalar votos para ‘Fernandinho’, como é chamado pelo vereador governista. Já a candidata Marília Arraes (PT), vereadora do Recife, é a ungida do prefeito Luciano Duque, que luta para dar uma expressiva votação a neta de Arraes na capital do xaxado.

Entre os 15 que mais receberam recursos, Fernando Coelho Filho foi o que mais recebeu doações de pessoas físicas que totalizaram R$ 565 mil. Os R$ 840 mil restantes foram doações do seu partido. Entre os doadores do ex-ministro o empresário Rubens Ometto que fez um aporte de R$ 50 mil.

Fernando Filho informou, via WhatsApp, que todas as doações recebidas estão em acordo com a legislação eleitoral. Rubens Ometto é um dos grandes financiadores dessa campanha e doou R$ 3,6 milhões a 28 candidatos, de acordo com dados do TSE.

Além dos 15 que estão na lista dos que mais receberam, os candidatos Marília Arraes e André de Paula também receberam, respectivamente, R$ 1,1 milhão e R$ 1,06 milhão, ocupando respectivamente o 16º e 17º lugar entre os que mais receberam. Os demais candidatos receberam abaixo de R$ 1 milhão.

A reportagem do JC contactou as assessorias de João Campos, que não retornou até o fechamento desta edição. Já a assessoria de Marília Arraes disse que a candidata recebeu os recursos dentro de um pacote de valores definido pela executiva nacional do seu partido para os candidatos que já têm mandato.

 

Compartilhe isto: