Fotos: Farol de Notícias / Max Rodrigues – Publicado às 04h28 desta terça-feira (16)

Foi realizada na manhã dessa segunda-feira (15), no pátio de alimentação da feira livre, a segunda edição do SERtão Saudável, evento organizado por estudantes de medicina, de enfermagem e de odontologia de Serra Talhada.

A ação aconteceu das 8 às 16 horas e abordou os temas: saúde do adulto, saúde da mulher, saúde do homem, saúde da criança, primeiros socorros, saúde mental, saúde bucal e a área de infectologia.

Em entrevista ao Farol, um dos organizadores do evento, Matheus Magalhães, que estuda medicina na Famene, em João Pessoa-PB, fez um breve resumo do evento e enfatizou que foram atendidas mais de 500 pessoas.

“A nossa equipe contou com a participação de 43 jovens, estudantes de faculdade de diferentes cidades e estados do nordeste -AL, BA, CE, PE, PB e SE-, sendo que entre eles tinham alguns que ainda vão começar a estudar e já de cara demonstraram interesse em ajudar. Hoje atendemos a mais de 500 pessoas, onde falamos sobre hipertensão, diabetes, obesidade, câncer de colo do útero, câncer de mama, câncer de próstata, doenças mentais, saúde bucal e primeiros socorros, e a secretaria de saúde fez os testes rápidos para sífilis e HIV”, disse o estudante.

O grupo agora se organiza nos bastidores para realizar uma ação ainda maior em janeiro de 2019.

“A intenção é que a ação ocorra anualmente no mês de janeiro, de modo a abranger a maior população possível, sempre contando coma presença de estudante que faz até o 8º período de medicina”, disse a jovem Bruna Feitas, uma das coordenadoras e estudante da Unicap, em Recife.

Outra ideia que começa a brotar na cabeça dos jovens é o de idealizar uma ONG, como o objetivo de agrupar mais jovens e dinamizar as ações do grupo.

“A ideia de criarmos uma ONG é bastante interessante. Vai facilitar muito as coisa na hora solicitar apoio financeiro e também facilitar o funcionamento da equipe. Inclusive para atuar em momentos de epidemias ou em grandes tragédias, por exemplo”, disse Wilton Silva, de 28 anos, um dos coordenadores do evento e que estuda na Unit, em Maceió-AL.

Além do grande número de pessoas que procuraram atendimento, chamou atenção a quantidade de pais e mães dos estudantes que acompanharam de perto a ação desenvolvida pelos rebentos.

Entre os pais que marcaram presença a reportagem conseguiu registrar as presenças do vereador Zé Raimundo e a esposa, Mônica, o radialista Marquinhos Dantas, o dono de restaurante Zé Américo e a dona de casa Alessandra Magalhães.

Compartilhe isto: