Após 26 anos de batalha e muitas alegrias que deu a sua família, faleceu na madrugada deste sábado (5) o jovem Arthur Mourato Rodrigues, filho da psicóloga Rosa Mourato e do policial civil, Carlos Antônio Gomes.

O jovem sempre foi a motivação da luta de sua mãe por melhores condições de locomoção e inclusão a pessoas com deficiência em Serra Talhada.

Ele estava internado no Hospital São Vicente desde o início de julho e uma campanha de doação de sangue se intensificou pelas redes sociais para ajudá-lo a passar por um procedimento cirúrgico.

Ao FAROL, Rosa Mourato afirmou que continuará buscando melhores condições para às pessoas com deficiência e pensa em fundar uma ONG em homenagem ao filho.

A família Mourato se despede de Arthur na casa de homenagens póstumas BM, localizada na rua Comandante Superior, em frente ao Hospam.

Compartilhe isto: