Do JC Online

Os foliões que forem pular o Carnaval no Galo da Madrugada, em Olinda ou em qualquer outro ponto de Pernambuco devem ficar atentos aos excessos durante a festa do Rei Momo. A Polícia Civil divulgou nesta sexta-feira (9) que qualquer pessoa que for flagrada dando beijo forçado será detida e enquadrada no crime de estupro.

Segundo o chefe da Polícia Civil de Pernambuco, o delegado Joselito Kehrle do Amaral, dois postos especializados em atender mulheres irão funcionar durante os dias de festa no Recife e em Olinda. “Nós estamos nos preparando para o carnaval mais seguro nos últimos anos do Estado de Pernambuco. É importante salientar para as vítimas mulheres que o assédio, o beijo forçado é caracterizado como crime de estupro. Temos uma delegacia da Mulher no Recife, em Santo Amaro e, em Olinda, na escola Sigismundo Gonçalves”, alertou. Quem for condenado pelo crime de estupro pode ter pena de até 15 anos de prisão em regime fechado.

Em Santa Amaro, a Delegacia da Mulher (3184-3352) fica na Praça do Campo Santo, sem número. E em Olinda, ficara na Escola Estadual Sigismundo Gonçalves (3439-7875), na Avenida Sigismundo Gonçalves, nº 514, no Carmo.
Segurança

A Secretaria de Defesa Social (SDS) do governo de Pernambuco afirmou que, em 2018, haverá acréscimo de 32% nos postos de trabalho das polícias Civil, Militar e Científica, além do Corpo de Bombeiros, em comparação à folia de 2017. No total, serão 41.147 postos entre os dias 10 e 14 de fevereiro.
Não é Não!

Para conscientizar homens contra o assédio durante festas de Carnaval, uma campanha nascida no Rio de Janeiro tem atraído mulheres em pernambuco. A frase “Não é Não!” estampa camisas e até a pele das mulheres, através de tatuagens distribuídas durante a folia.

Compartilhe isto: