Pular para o conteúdo

OPINIÃO

A reeleição já deu o que tinha de dar e a experiência não foi tão boa assim

O fim da reeleição pode ser uma alternativa para ajudar na moralização da gestão pública, inclusive na diminuição do uso dos cargos comissionados e das contratações para se conseguir apoio político e votos.

Continue Lendo →

OPINIÃO

O Sertão está mudado, ninguém cheira mais torrado e o fio de bigode não vale mais nada

O sertão está mudado um sertão conectado ligado no celular, agora é tudo bacana todo mundo hoje em dia conhece Copacabana. Ninguém cheira mais torrado até mesmo o tabaco ninguém sabe como é, foi o tempo do rapé, pra todo lado tem drogas é cheio de bocas de fumos pelas ruas e nas esquinas, tem gente usando crack e cheirando cocaína.

Continue Lendo →

EM 3 ANOS

PMST já contratou mais de 400 comissionados; entre 2015 e 2014 elevação foi de 33%

Desde que assumiu, até setembro de 2015, o prefeito Luciano Duque (PT) agregou a seu governo pouco mais de 400 cargos comissionados.

Continue Lendo →

OPINIÃO

‘Quem vai ganhar as eleições de 2016? Se a justiça federal intervir, a cidadania’

“Com campanhas de reeducação e pela imposição da lei, a grande maioria das pessoas mudaram de comportamento e hoje usam o cinto por terem convicção do bem que ele faz”

Continue Lendo →

OPINIÃO

Tudo está pior do que em 2013, mas as ruas continuam em silêncio; até quando?

“Em junho de 2013 milhões de brasileiros foram às ruas protestarem pelo descaso da gestão pública para com eles. As vozes das ruas mandaram um recado claro aos nossos dirigentes: Basta”, escreve Eugênio Marinho.

Continue Lendo →

OPINIÃO

Crônica de uma noite mal dormida: eu e o pesadelo com a união Duque/Sebá

“Recentemente tive um sonho muito sombrio. Nele os redatores do Farol de Notícias, me incumbiam de cobrir, a celebração da união política entre Luciano Duque e Sebastião Oliveira”, escreve PC Gomes.

Continue Lendo →

OPINIÃO

Se união política fosse um casamento, via de regra, a eleição seria a lua de mel

Se a união na política fosse um casamento, via de regra, a eleição seria a lua de mel, o fim da apuração dos votos, a primeira briga, e o dia da posse, o início da separação. Por que isto acontece?

Continue Lendo →

DESEMBUCHA

O ‘estupro romantizado’ da televisão pode estar dentro da sua casa de outras formas

A vida e a arte se completam, sem interpelam, se interpretam mutuamente. No desembucha de hoje gostaria de ter o dom de narrar, talvez fosse mais profundo o impacto do que puramente argumentação.

Continue Lendo →

OPINIÃO

Quando você pede bis na política é apenas mais uma opção do eleitor, não esqueça!

“Você pede bis de algo por pedirem para você acreditar que ele irá melhorar ou apenas se ele já lhe tiver satisfeito? Claro que você, como todo mundo, só pede bis de algo ao se sentir plenamente satisfeito com ele”, escreve Eugênio.

Continue Lendo →