Publicado às 14h deste sábado (13)

Diante a crise hídrica que afeta a região, Serra Talhada entrou em 2018 amargando um sério racionamento e a Compesa (Companhia Pernambucana de Saneamento) vem enfrentando várias críticas por conta disso.

Nos últimos meses, o órgão vem divulgando calendários de abastecimento que, segundo os moradores, não tem sendo obedecidos pela própria Companhia.

Atualmente, a escassez de chuvas levou o principal manancial que abastece Serra Talhada, o Cachoeira II, a operar no volume morto o que dificulta ainda mais o trabalho da empresa.

Abaixo acompanhe como o seu bairro será afetado neste mês de janeiro e se programe.

Compartilhe isto: