Num prazo de apenas 2h, 90 pessoas procuraram a Câmara de Vereadores de Serra Talhada na manhã desta quarta-feira (13) e protocolaram pedido de anulação do concurso público da Prefeitura de Serra Talhada, realizado no último domingo.

O certame foi organizado pela empresa da Paraíba, Metta Concursos. A mobilização de candidatos começou pela internet, no FAROL DE NOTÍCIAS, depois que um deles convocou uma plenária virtual para cobrar providências.

Os candidatos que se sentiram prejudicados deixaram cópias da prova e documentos pessoais no gabinete do vereador Gilson Pereira (PSD) onde relataram várias  insatisfações, como suspeitas de pessoas atendendo celular dentro das salas durante a aplicação das provas, ausência de fiscais nas salas de aulas e até devolução de gabarito às 21h, quando era para ser entregue às 18h.

O relato mais impressionante partiu da dona de casa Kátia Rejane da Silva, que concorreu ao cargo de Agente Fazendária e diz ter testemunhado irregularidades por parte da Metta Concurso. “Na escola José Rufino Alves, no bairro Cachichola, o pessoal da empresa saiu batendo de porta em porta procurando pessoas para trabalharem de fiscal de prova. Como é possível isso? Fizeram um pega na rua?”, denuncia.

“A prova que era para terminar às 18h, só terminou após 21 horas. Também vi pessoas saindo da escola com celular e prova na mão e retornando à sala de aula”, confirmou a concurseira. Já o estudante Iran Henrique de Magalhães, 26, fez provas para o cargo de auxiliar de serviços gerais e reclama do conteúdo. “Caíram duas questões sobre a Lei Orgânica Municipal mas não tinha nada disso no edital do concurso”.

O protocolo das reclamações vai ficar na Câmara Municipal até esta quinta-feira (14), e aguarda mais reclamações. No final, o parlamentar de oposição deve ingressar com o pedido de anulação da prova junto ao Ministério Público. “Já registrei o fato na Delegacia de Polícia e em seguida vou procurar o Ministério Público”, anunciou Pereira.

A PARTIR DAS 10h, OS CANDIDATOS LOTARAM OS CORREDORES DA CÂMARA MUNICIPAL PARA PROTESTAR
 
Compartilhe isto: