Foto: Acervo PMST

Publicado às 10h07 desta segunda-feira (9)

Integrantes do Conselho Tutelar de Serra Talhada (CTST) se reuniram com o prefeito de Serra Talhada, Luciano Duque (PT), na última sexta-feira (6) e solicitaram um reajuste dos salários. Hoje, cada conselheiro recebe R$ 2 mil. Houve um pedido de reajuste em torno de 25%.

“Cidades com o porte de Serra Talhada, a exemplo de Garanhuns, o salário dos conselheiros gira em torno de R$ 4, 2 mil. Salgueiro paga R$ 2, 4 mil e Araripina R$ 2, 5 mil. O prefeito falou das dificuldades em função da crise, mas se comprometeu a analisar o reajuste para R$ 2, 5 mil, à partir do próximo ano”, explicou Edvan Lima, presidente do Conselho Tutelar, em conversa com o Farol.

Ainda segundo o presidente, outros assuntos fizeram parte da pauta de reivindicações do conselho, entre eles, a revogação de um artigo da lei que criou o Conselho Tutelar que obriga os conselheiros ao regime de sobreaviso nos finais de semana.

“A carga horária de trabalho nosso é de 30 horas semanais, mas tem o caráter permanente. Ou seja, que mantém o regime de plantões nos finais de semana. A gente entende que os serviços é que devem ficar de plantão e não os conselheiros”, explicou Edvan Lima.

Compartilhe isto: