Ao término da reunião, aliados de Duque e Sebastião posaram para uma foto com o olhar em 2018/ Fotos: Assessoria da PMST

Ao contrário do que muita gente possa imaginar, a sintonia entre o prefeito de Serra Talhada, Luciano Duque e o secretário de Transportes de Pernambuco, Sebastião Oliveira, é cada vez maior. O motivo: o lixão localizado às margens da PE-390 que é um impedimento para o funcionamento do aeroporto Santa Magalhães.

A reunião que aconteceu na Secretaria de Transportes (Setra), em Recife, reuniu técnicos do setor aeroviário e foi o pontapé para a extinção do lixão, algo que vinha sendo cobrado de forma insistente, por Sebastião Oliveira.

“O momento é de trégua por amor a Serra Talhada e a meta é desativar o lixão em 60 ou 70 dias. O prefeito já conta com uma empresa trabalhando e assumi o compromisso em alavancar recursos para viabilizar o aterro do lixão. O que queremos é que a população usufrua dos voos da Azul Linhas Aéreas ainda este ano. Nem que seja com uma tecnologia de emergência, como em Pato Branco, no Paraná”, declarou Oliveira.

Já o prefeito Luciano Duque retornou muito animado, anunciando; inclusive. que o processo de construção da usina de reciclagem de lixo encontra-se acelerado.

“Com este modelo que vamos implantar Serra Talhada será modelo para o Nordeste em termos de reciclagem de lixo Mostramos isso durante a reunião e acredito que até o mês de março a usina esteja funcionando. A obra está a pleno vapor e teremos a primeira usina com tecnologia que aproveita 10% do lixo.  Poluição zero. Seremos a capital da reciclagem”, comemorou Duque, arrematando:

“Parabenizo o Governo de Pernambuco, em nome do Governador Paulo Câmara e do Secretário Sebastião Oliveira, pela atuação importante para que a nossa região possa realizar esse sonho tão antigo, que vai nos proporcionar voar cada vez mais alto”.

No final da reunião, o advogado Waldemar Oliveira, Jânio Carvalho, Faeca Melo e Paulo Novaes (DEM) só faltaram fazer o “A” de aeroporto Santa Magalhães.

Compartilhe isto: