Fotos: Farol de Notícias / Alejandro García

A segunda noite da Exposerra 2017 contou com um momento histórico para a cidade e para a feira, uma emocionante palestra de João Duque de Souza, o mais antigo empresário serra-talhadense em atividade, há 70 anos movimentando o comércio local.

Na palestra do João Duque, boa parte da família compareceu e se emocionou. No olhar dos espectadores em geral era nítido o sentimento de admiração e carinho pelo empresário.

Nascido em 1928, Duque pai contou que iniciou sua carreira aos 19 anos com uma bodega na antiga Rua 15 de Novembro, atual Enock Inácio de Oliveira. Casou ainda jovem, formando uma família com 8 filhos e filhas, além de já ter 16 netos e bisnetos.

O empresário se emocionou ao falar do filho falecido, Adriano. Mas durante a palestra, João Duque contou piadas, causos, recitou poema, arrancou risos, lágrimas e palmas da plateia.

O público era basicamente de empresários de diversos ramos que estão expondo na feira e outros que foram exclusivamente assistir a apresentação. Secretários do governo municipal, vereadores, funcionários do grupo JDS e amigos da família também prestigiaram o evento.

João Duque começou sua fala citando Deus e se colocando como um simples trabalhador, mas logo foi contando a sua visita em um campo de concentração da 2ª Guerra Mundial, e no pós guerra o seu início no comércio.

“Somente depois da Segunda Guerra que a eu pude alugar um pontinho e montar uma bodega na Rua 15 de Novembro. Sou apenas um bodegueiro que não tem grandes feitos para contar”.

Detalhista e firme nas palavras, seu relato pouco a pouco foi revelando o legado que hipnotizou o auditório lotado. O empresário lembrou que quando trouxe fogões e botijões a gás para Serra Talhada, as donas de casa não gostaram do produto, com medo de explodir.

REMÉDIO CONTRA A CRISE

Ao logo de 70 anos de empresariado, João Duque de Souza é uma lenda em seu ramo. Enfrentou diversas secas, o regime militar no país, governos complexos como os de Sarney e Collor etc. No entanto, até hoje se mantém como uma das maiores empresas do mercado serra-talhadense.

Ao final, ele deixa o segredo para os novos empreendedores e empresários de Serra Talhada. “Fé e amor ao ofício. Eu só resisti a todas esses problemas ao logo do tempo porque sempre gostei muito do que faço. Se vocês não encontraram o que gostam de fazer, continuem procurando suas vocações”.

Compartilhe isto: