Fotos cedidas ao Farol de Notícias

Publicado às 04h13 desta terça-feira (10)

Buscando manter viva as memórias e o nome de Miguel e Marcolina Príncipe, filhos, netos, bisnetos e demais parentes se reuniram no sábado (7), em Serra Talhada. O II Encontro Anual da Família Príncipe aconteceu no Iate Clube e os familiares refletiram o tema: ‘Para que nossa memória não se perca, e a nossa história não se apague’.

Em contato com o FAROL, os Príncipe afirmaram que o encontro não é apenas uma comemoração, faz parte de um projeto cujo objetivo é resgatar, preservar e deixar para os nossos descendentes a história da Família Príncipe através de banco de imagens, registros formais e informais, biografias dos antepassados, entre outros arquivos.

“Fazemos também homenagens aos aniversariantes, álbuns virtuais de acontecimentos importantes como essas reuniões com familiares, encontros, e também registros de nascimentos de novos membros da família, entre outros registros que não firam a ética e a privacidade da família. Nossa festa foi maravilhosa, encontro inesquecível, tudo na mais absoluta paz”, afirmou Antonia Príncipe de Lima, primeira neta de Miguel e coordenadora do projeto.

Neste segundo encontro, participaram quase 200 familiares e mais de 100 familiares faltaram, pois estão espalhados por todo o Brasil.

Há descendentes de Miguel e Marcolina Príncipe em Rondônia, Rio Grande do Sul, Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do norte, Paraíba, Distrito Federal, Canadá e Angola.

A HISTÓRIA DA FAMÍLIA

Miguel e Marcolina Príncipe de Lima eram pais de 12 filhos, avós de 54 netos, têm 88 bisnetos, 48 trinetos e dois tataraneto.

A base de origem da família é a cidade de Serra Talhada, porém os familiares presentes hoje vivem em várias regiões brasileiras. Há netos e bisnetos residentes em Juazeiro-Paraná, Roraima, São Paulo-SP, Joinville-SC; Porto Alegre-RS; Brasília-DF; João Pessoa-PB e Natal-RN.

Família serra-talhadense reúne gerações durante evento

Compartilhe isto: