Foto: Jennifer Thalis/SJCC

Um jovem foi espancado por volta das 3h deste domingo (15), mas só foi socorrido às 9h30 na Avenida PE-15, em Olinda, Região Metropolitana do Recife. De acordo com testemunhas, o agressor acusava o rapaz de ter roubado o celular da namorada dele.

Ainda conforme populares, o homem voltava do Carnaval estava acompanhado da namorada quando gritou ”pega ladrão” e acusou outro rapaz que passava na rua de ter roubado o aparelho celular. Ele, então, agrediu o suspeito com socos, pontapés e chutes, a maioria na região da cabeça. Depois de agredir o jovem, o rapaz foi embora afirmando que buscaria uma arma para voltar e matar o suspeito.

Um vigia da área, que teria impedido que o agressor de continuar espancando o suspeito, o celular da moça não teria sido encontrado com a vítima. Já outros populares afirmaram que o rapaz estava com o celular.

Sem socorro

Por volta das 3h19 da madrugada, duas viatura do Batalhão de Polícia de Rádio Patrulha (BPRp) chegaram ao local para fazer a segurança do suspeito, que se encontrava desacordado, até a chegada da ambulância. Os policiais decidiram por não fazer o socorro da vítima para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) uma vez que a maioria das lesões foram no pescoço e na cabeça da vítima, o que faz necessário um socorro com equipamentos específicos para não colocar a saúde do paciente.

As duas viaturas com cerca de sete policiais permaneceram no local eté as 5h à espera da ambulância. De acordo com moradores da região, o socorro só veio chegar por volta das 9h30. A reportagem tentou contato com o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), mas obteve sucesso. A Polícia Militar da região informou não conter o registro dessa ocorrência no histórico.

G 1 Pernambuco

Compartilhe isto: