Fotos: Farol de Notícias / Max Rodrigues

Publicado às 04h29 desta quarta-feira (1)

Uma mãe serra-talhadense perdeu o sono e a tranquilidade há três dias, após seu filho ter desaparecido sem deixar pistas do seu paradeiro.

Em contato com o FAROL, Rita Galdino de Lima, 76 anos, moradora da Quadra 46, Lote 6, do bairro Vila Bela, pediu ajuda para encontrar seu filho Admilson dos Santos, de 41 anos, que pode ter ido para a região do distrito de Bom Nome, na zona rural de São José do Belmonte.

“Ele veio da casa de um primo, pediu uma rede e um lençol a esposa dele, que meu sobrinho veio buscar o pai dele para levar para o ‘baixio de seu Leônidas’ e quando chegou ele não estava, disse que ia sair e voltava. Até hoje. Ele saiu da minha casa no Vila Bela para o Alto (Bom Jesus), na casa do primo dele, ‘Noquinha’. De lá ele não foi nem para a casa dele, pegou a BR e foi para o Bom Nome, ele está no Gamo”, detalhou.

Em tom emocionado, Rita Galdino defendeu o filho, que não tem vícios e é bastante religioso, e disse que não sabe explicar o que aconteceu para que ele tenha sumido de maneira tão repentina.

“Ele não bebe, é evangélico, só vive com a Bíblia na mão e ele disse que na casa tem um homem que arrodeia, que quer matar ele. Está na caatinga, e eu estou preocupada. Quero ver meu filho, quem tiver notícia pode ligar para o meu telefone (87) 99670-6445. Ele não é bandido, se ele chegar em uma casa dos conhecidos, dos primos,  tudo bem. Na casa de estranhos vão pensar que ele é bandido, mas ele não é. Não faz mal a uma formiga”.

Compartilhe isto: