Fotos: Farol de Notícias / Alejandro García

Na manhã desta terça-feira (28) uma monitora da empresa Sinal Park, responsável pelo estacionamento rotativo em Serra Talhada, foi agredida por um motorista que se recusou receber uma notificação.

O caso aconteceu na Praça Sérgio Magalhães, nas proximidades de uma clínica de fisioterapia, por volta das 10h. Em conversa com o FAROL, uma das monitoras, que pede para não ser identificada, testemunhou o ocorrido e relatou a violência.

“A monitora agredida foi notificar um carro, um gol branco com placa de Recife. O cliente se recusou receber a notificação, amassou e jogou fora o tíquete. Ela seguiu um procedimento padrão e fotografou o carro. O cliente se exaltou e mandou não tirar mais fotos, deu dois tapas na mão dela e derrubou o PDA, que é um celular que utilizamos para as operações. Ao cair no chão, ele chutou e pisou o aparelho até quebrar o visor”, relatou.

A notificação que o motorista se recusou a pagar custa R$ 15 e é aplicada quando o motorista ultrapassa o horário comprado para estacionar ou ultrapassa a tolerância de 10 minutos grátis. A Polícia Militar flagrou a confusão e encaminhou os envolvidos para a delegacia local. O homem resistiu a abordagem policial e foi obrigado a entrar na viatura. Segundo a Polícia Civil, a vítima não prestou queixa contra o agressor.

Ainda de acordo com a monitora, os casos de violência por homens são constantes nas ruas de Serra Talhada. “O trabalho na empresa é ótimo, mas quando estamos nas ruas não temos segurança alguma. São todas mulheres e os homens não nos respeitam. Xingam, batem, já chamaram outra de ‘negrinha’. É muito difícil, a única medida que temos a fazer é ir até a delegacia denunciar”, finalizou a funcionária.

Compartilhe isto: