Do Diario de PE

Morreu, na madrugada desta sexta-feira, a atriz Márcia Cabrita, aos 53 anos. Ela havia se afastado das gravações da novela Novo mundo, da Globo, há três meses para se tratar de um câncer no ovário e estava internada há dez dias no Hospital Quinta D’Or, no Rio de Janeiro. Ela deixa uma filha, Manuela.

A humorista Cacau Potássio, colega de emissora, publicou uma homenagem a Márcia. “Amiga, vai com Deus. Eu tive o prazer, a alegria, a sorte de trabalhar, conviver, contracenar com você, eu amo você, o céu está em festa, pois está recebendo o anjo mais lindo, você fará muita falta, nos encontramos no céu”.

Gorete Milagres, também comediante, lamentou: “Márcia Cabrita, querida, depois, com calma, eu prometo escrever mais sobre você. Agora eu só choro! Pessoas como você deveriam ficar para sempre! Descanse em paz, alegria de viver! Força Manú e a todos familiares.

Nascida em Niterói, no Rio de Janeiro, Márcia tem uma carreira repleta de trabalhos na TV e no teatro. Filha de imigrantes portugueses, ela estreou na TV na minissérie As noivas de Copacabana, como Adelaide. Depois de participações em Os trapalhões, de 1993 a 1995, entrou para o elenco de Sai de baixo em 1997, interpretando uma das suas personagens mais conhecidas, Neide Aparecida. Ela se despediu do programa apenas em 2000, ao ficar grávida, sendo substituída por Cláudia Rodrigues.

O último papel dela em uma novela da Globo foi em Morde & assopra, em 2011. Desde então, ela fazia pequenas participações nos programas do Multishow Vai que cola e Treme treme. Sob nova direção, Sete pecados, Beleza pura, A grande família e Trair & coçar é só começar foram alguns dos títulos dos quais ela participou. Márcia chegou a ser escalada para Novo mundo, no ano passado, mas foi substituída por Vivianne Pasmanter por conta dos problemas de saúde. Neste mês, daria início às gravações de um filme baseado em Sai de baixo.

Compartilhe isto: