duque programaPor Jorge Apolônio, policial federal e membro da Academia Serra-talhadense de Letras (ASL)

É claro que Luciano Duque vai sair do PT! E por quê? Por uma série de fatores, mas o primeiro é porque ele não é burro. Nas eleições de 2016, o eleitorado deixou bem claro que o PT já era, felizmente.

E Luciano nunca foi petista. Entrou no partido por contingências tais que à época o deixaram sem opção mais viável para disputar a prefeitura e ganhar, como de fato ganhou. Isso não é novidade para ninguém.

Além de ganhar a eleição, Luciano foi tão feliz que, enquanto o Brasil deu o maior azar com o PT (eis aí o descalabro que nos legou), ele e Serra Talhada deram a maior sorte. Graças ao PT, Luciano conseguiu trazer uma série considerável de obras para o município e fazer um governo bastante razoável, é preciso admitir. Tanto é verdade que foi reeleito.

Porém o PT já não é mais poder, entrou em extinção e está com a imagem profundamente desgastada por todas as falcatruas que praticou ao longo de seu reinado. E o que Luciano tem a ganhar com o PT? Mais nada. Se ficar, só terá a perder. Então, como ele nunca foi petista e é inteligente, sairá assim que lhe for conveniente do partido e abraçará outra sigla. Melhor para ele e Serra Talhada.

Aliás, grande parte dos que ainda se elegeram pelo PT também farão o mesmo, sairão tão logo lhes seja conveniente porque ficar no PT não mais convém. É fato.

Não foi à toa que Luciano fundou outro partido juntamente com seu pai. Com tal ato, as evidências ficaram escancaradas de tão óbvias. Ele pode até negar aqui e ali que vai sair. Faz parte da encenação política. Ele nem tomou posse do segundo mandato obtido com o partido. É preciso que isso ocorra antes. Entretanto, o instinto de sobrevivência política determinará sua saída do Partido dos Trabalhadores.

Os puros do PT, se é que existem, protestarão, farão beicinho e até baixarias, o que lhes é próprio. Mas a realidade é inexorável. Ademais, enquanto os cães “ladram”, a caravana passa… É vida que segue…

Compartilhe isto: