Do JC Online

A cirandeira Lia de Itamaracá, presença constante no Carnaval de Pernambuco, anunciou que não vai se apresentar em 2018 na programação do Governo do Estado. Patrimônio Vivo de Pernambuco, ela está com cachês atrasados desde junho, com um valor total de R$ 37 mil.

Os valores são por conta de cinco apresentações de junho para cá, que seriam responsabilidade da Fundarpe. Em uma declaração enviada por e-mail, Lia diz: “Sem o pagamento, não tenho como trabalhar. Além de mim, tenho músicos que me acompanham e que não podem tocar sem receber”.

Os R$ 37 mil seriam para pagar a própria Lia, além de seus músicos e as estruturas de palco, som, iluminação, transporte e logística. Segundo a nota, os próprio músicos de Lia se recusam a trabalhar novamente para o Governo do Estado. “Estamos sendo cobrados pelos músicos e não temos mais ‘cara’ para dar uma resposta a eles”, reclama Beto Hess, empresário de Lia.

PROGRAMAÇÃO

A decisão de Lia de Itamaracá já foi comunicada à Fundarpe. Apesar de não tocar nos palcos do Governo do Estado, a cirandeira vai ter apresentações durante o Carnaval. Entre 10 e 13 de fevereiro, vai fazer shows na cidade do Conde, na Paraíba, em Camaragibe, e em Campo Grande e no Pátio de São Pedro, no Recife.

Compartilhe isto: