Fotos: Max Rodrigues/Farol 

Publicado às 13h20 desta quarta (21)

O clima é de desespero entre os moradores que residem na Avenida João Gomes de Lucena, às margens da BR-232, em Serra Talhada.

Após o acidente em que um caminhão desgovernado invadiu um canteiro, nessa terça-feira (relembre), dezenas de pessoas temem que novas tragédias aconteçam.

Nesta quarta-feira (21), a reportagem do Farol visitou o local, que já foi cenário de acidentes com vítimas fatais.

“A gente não tem sossego morando aqui. Só não mudo de local porque a casa é própria, mas vivo com medo o tempo todo. Cansamos de pedir uma lombada eletrônica e alças de proteção para este trecho, mas ninguém faz nada. Já pedimos ao Dnit, a deputado, a vereador e nada muda”, desabafou a dona de casa Rita de Cássia Feitoza, 50 anos.

A situação é ainda pior para os moradores da terceira idade.

“Passar por aqui é muito difícil e confesso que tenho medo de atravessar, é muito arriscado. Tem acidentes direto”, disse Maria Jesus dos Santos, 82 anos, que utiliza a via diariamente para frequentar o Centro de Referência do Idoso (CRI).

Situação semelhante é a de Auri Bezerra, 75 anos. “Alguém precisa fazer alguma coisa porque trafegar aqui é muito perigoso”, alertou.

Compartilhe isto: