FOTOS: ALEJANDRO GARCIA

Satisfação. Eis o sentimento que explica o brilho nos olhos do aposentado Antônio Anselmo do Nascimento, 45 anos. Ele foi o primeiro sorteado no programa Minha Casa, Minha Vida, a saber, nesta terça-feira (5), em qual rua, quadra e casa irá morar quando o novo bairro Vila Bela for inaugurado no próximo dia 18 de fevereiro. “É que não vejo a hora de me livrar do aluguel, meu filho”. Como seu Anselmo, centenas de famílias amanheceram com uma coisa estranha no rosto: um sorriso renitente, daqueles que não dá para segurar nem tentando esconder com as mãos.

No caso de seu Anselmo do Nascimento, o fato de se livrar, junto com a esposa Damiana de Lima, 42, de um aluguel de R$ 300 no bairro do Ipsep já é desculpa para rir pelo resto da vida. “Eu moro nesse bairro há 15 anos, e sempre minha sina foi viver mudando de casa, fugindo do aumento dos aluguéis. Mas agora acabou”, desabafou o aposentado, que trabalhou por quase toda a vida na função de pedreiro. Ele recebeu das mãos do prefeito Luciano Duque (PT), o seu novo endereço.

Veja também:   Mais uma serra-talhadense cai em golpe no Instagram e perde R$ 6.400
DAMIANA DE LIMA E SEU ANSELMO: OLHOS DE LÁGRIMAS AO SER O PRIMEIRO SORTEADO

“Tô (sic) feliz demais! E ainda saber que a presidente vem para entregar a casa pra mim vai ser bom demais!”, festeja seu Anselmo, com o peito estufado de orgulho. Na manhã desta terça (5), a Prefeitura Municipal sorteou a entrega da ordem das casas a 622 famílias. Todas elas estão com seus cadastros regularizados junto ao programa, o que possibilitou que a doméstica Helena da Silva Souza, 40 anos, deixasse de se comparar a uma “sem teto”.

“Porque a pessoa que mora de aluguel é a mesma coisa de viver no meio da rua”, justificou. Ao lado do marido e de seus cinco filhos, ela sairá do bairro Bom Jesus para morar no novo bairro Vila Bela.

Veja também:   Mãe se emociona e agradece doações

SAIBA MAIS

Nesta primeira etapa do programa do Governo Federal em Serra Talhada, 899 casas já estão prontas para serem entregues às famílias sorteadas durante evento no ano passado. No entanto, após levantamento realizado pela Caixa Econômica Federal (CEF), apenas 622 famílias conseguiram entregar suas documentações sem quaisquer pendências.

EMOÇÃO TOMOU CONTA DA DOMÉSTICA HELENA DE SOUZA: “DEIXEI DE SER SEM TETO”

Após esse primeiro momento, o programa habitacional ainda prevê a construção em médio prazo de 695 residências na Capital do Xaxado. O prefeito Luciano Duque disse que tem assegurado para o Vila Bela, entre outros serviços, posto de saúde, creche, Cras (Centro de Referência e Assistência Social), uma base do Sest/Senat, além de projetos na área ambiental de coleta seletiva e o posto do Samu. As casas serão entregues as famílias com renda até R$ 1.600.

Veja também:   MPCO questiona Márcia Conrado sobre R$ 1 milhão a Gusttavo Lima