A perda de mais um benefício público para Serra Talhada gerou um debate acalorado na sessão ordinária da Câmara de Vereadores, nessa segunda-feira (3). Visivelmente chateado, o petebista Zé Raimundo Filho abriu o verbo, ao lembrar que a cidade de Afogados da Ingazeira, governada pelo Partido Socialista Brasileiro (PSB), já teve a garantia do Governo do Estado para receber um Centro de Hemodiálise em 2013. E culpou a omissão dos políticos serratalhadenses.

“Temos um poder político que representa quase 10% da Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe), mas que não tem força para levantar a voz por Serra Talhada. Não podemos ficar só no discurso”, cobrou Zé Raimundo, justificando a sua indignação. “Estamos perdendo investimentos para Salgueiro, Afogados da Ingazeira e sem falar de Carnaíba. Nada contra estas cidades que fazem o seu papel. Agora, vamos despartidarizar e descermos do palanque. As eleições passaram mas em Serra não passou. Não podemos estar sempre brigando”, alertou o petebista.

ESTÁDIO PEREIRÃO

Para provar a inoperância dos nossos representantes, Zé Raimundo usou um outro exemplo recente: a liberação de recursos do Governo do Estado para ampliação do estádio Vianão, em Afogados da Ingazeira. “Desde 1982 não se coloca uma pedra no estádio O Pereirão”, lembru o vereador fazendo um alerta: “Por determinação da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) a partir de 2014, os estádios que não tiverem capacidade mínima para 10 mil pessoas ficarão sem jogos. Portanto, se nada for feito, o Pereirão pode ficar sem competição oficial em 2014”, lamentou o vereador.

Veja também:   Família de ST procura cadelinha perdida