Saque-aniversário do FGTS vai acabar em março de 2024?

FGTS acaba em março?/ Foto: Reprodução/FDR

Por Seu Crédito Digital

O Governo Federal, através do Ministério do Trabalho e Emprego, vai acabar com o saque-aniversário do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS)? Pelo menos desde o início do ano passado, o chefe da pasta, Luiz Marinho, ventila essa possibilidade.

Porém, é verdade que isso realmente acontecerá já em março deste ano, de acordo com o que dizem postagens em redes sociais? Saiba mais informações sobre essa possibilidade e o que pensa o governo sobre esse tipo de saque na sequência!

Veja também:   Saiba o que muda com as novas regras para limites para o Pix

Afinal, o saque-aniversário do FGTS vai acabar em março?Saque-aniversário do FGTS vai acabar em março de 2024?Saque-aniversário do FGTS vai acabar em março de 2024?

O desejo inicial do ministro do Trabalho, expresso no início de 2023, era eliminar completamente a opção de saque-aniversário do FGTS. Com o passar dos meses, a proposição original foi suavizada, limitando-se, agora, a alterações em apenas uma regra. Portanto, não procede que essa modalidade terá seu fim em março de 2024.

Receba as manchetes do Farol de Notícias em primeira mão (clique aqui)

Segundo Marinho, o bloqueio do saldo do FGTS na demissão sem justa causa, situação criada em 2020, é o ponto mais crítico. Para o ministro, impedir que o trabalhador tenha acesso ao valor acumulado durante sua vida laboral vai contra o propósito do Fundo.

Veja também:   Apesar de recriação do Ministério da Cultura, ocupação continua no Rio

Quais serão as próximas ações?

Vale ressaltar que para a medida vigorar,  é necessário que a proposta tenha a aprovação da Câmara dos Deputados e pelo Senado, além da sanção do presidente. Desta forma, a preocupação gerada pelas falsas informações  nas redes sociais é infundada

Acompanhe as notícias do Brasil e do Mundo no X do Farol (acesse aqui)

Por fim, não haverá o encerramento do saque-aniversário do FGTS, mas sim algumas mudanças para beneficiar ainda mais o trabalhador quanto ao seu saldo acumulado durante o seu período de trabalho.

Veja também:   Após erro em lista de aprovados da UFPR, jovem que raspou cabelo para comemorar perde vaga: 'Noite inteira sem dormir'