Publicado às 05h24 desta sexta-feira (3)

Nessa quinta-feira (2), uma técnica de enfermagem, que prefere não se identificar, moradora na Rua Dr. Ivan Souto de Oliveira , no bairro Ipsep, entrou em contato com o Farol de Notícias para fazer um apelo. Segundo ela, o terreno próximo a sua casa está com muito mato, insetos e bichos, e pede que a prefeitura passe pelo menos a máquina pois não aguenta mais tanta sujeira.

“O terreno fica quase vizinho a minha casa, quase todo mundo da rua se sente prejudicado. A rua fica horrorosa, o terreno fica cheio de lixo, cheio de destroços, até os funcionários da prefeitura quando estão fazendo qualquer conserto por perto jogam os entulhos aqui. Os vizinhos do outro lado, mesmo tendo carro de lixo, jogam o lixo aqui no terreno, lixo com comida e outras coisas. Eu sou a que mora mais próximo, aqui em casa entra barata, rato, vou ter que dar um jeito de dedetizar minha casa porque aqui tem criança e a casa tem barata direto, sem falar que tem cobra”, explicou a técnica de enfermagem, acrescentando:

“Segundo informações a dona do terreno mora em São Paulo, nem constrói, nem vende, nem cerca, nem limpa e não faz nada. Meu esposo é que do bolso dele mandava limpar, mas não vamos mais fazer isso, as coisas não estão fáceis para estarmos tirando do nosso dinheiro para limpar, sendo que não adianta e o terreno tem dono, então se a dona não limpa a gente quer que a prefeitura tome providências, passando pelo menos uma máquina para limpar, porque além do lixo tem muito mato”.

Veja também:   Ricardo Rocha prepara torneio inédito para ST com apoio de Sebá