Após matéria do FAROL com a reclamação de uma servidora da educação municipal em Serra Talhada [releia a matéria], divulgada nesta terça-feira (10), o secretário Edmar Júnior quebrou o silêncio e explicou que os pagamentos não foram realizados por causa de um recadastramento nas contas do Fundeb. Segundo o gestor, a atualização do sistema causou atrasos em mais de 4 mil prefeituras do país.

Em conversa com o FAROL, Edmar garantiu que todos os meses anteriores estão quitados e os salários foram quitados nas dentro do prazo estabelecido. “Nós estamos dependendo de uma atualização cadastral das contas do Fundeb que está sendo feita a nível nacional, estão transferindo a gerência dessas contas para uma agência do Banco do Brasil em São Paulo e temos que esperar a liberação da conta para acessar e repassar o dinheiro”, alegou Edmar Júnior.

Leia mais: Confederação solicita ao Banco do Brasil agilidade na liberação do acesso às contas dos novos gestores

Ainda segundo o secretário, não há previsão para que o sistema seja desbloqueado e os salários possam ser pagos. “O banco não deu nenhuma previsão de quando o cadastro será finalizado. Até a CNM (Conferência Nacional de Municípios) emitiu uma nota pedindo a agilidade do banco para resolver o problema. A agência de Serra Talhada já fez tudo que podia, a secretaria de Educação também, só nos resta esperar”, finalizou.

Confira a nota da CNM ao Banco do Brasil (clique aqui)

Compartilhe isto: