Publicado às 14h38 desta sexta-feira (10)

O corpo da professora Marali Cavalcanti, 38 anos, ainda está sendo velado na Casa de Homenagens Póstumas Bezerra de Melo, no Centro de Serra Talhada, com sepultamento previsto para às 16h30, mas o motorista que causou a tragédia foi liberado agora a pouco, após audiência de custódia. O Farol apurou que Aldo Antonio dos Santos, 43 anos, se recusou em realizar teste de bafômetro, mas vai responder em liberdade por homicídio culposo (sem intenção de matar).

Marali Cavalcanti faleceu no Hospital Regional Agamenon Magalhães (Hospam), após sofrer traumatismo craniano, politraumatismo e três paradas cardiorrespiratórias durante o trajeto até o Hospam. Ela vinha em sua motocicleta modelo Biz, quando foi atingida por Aldo dos Santos, que guiava um modelo Siena. Uma filha menor do condutor, que estava no carro, ainda se encontra sob cuidados médicos no Hospam

Veja também:   Residências são alvos de ataques e arrombamentos em ST