A PE-365- que liga os municípios de Serra Talhada a Triunfo, que já foi batizada de ‘rodovia da morte’; vem recebendo pouca atenção dos políticos de Serra Talhada. A rodovia está toda esburacada, não tem sinalização e nem mesmo acostamento apropriado, o que vem contribuindo para o crescimento dos acidentes. A maioria, fatais.

A contradição na ação política é um fato. Na última sexta-feira (11) o deputado Inocêncio Oliveira (PR), foi até Brasília (DF)- na companhia dos secretários Alberto Feitosa (Turismo) e de Isaltino Nascimento (Transportes). O objetivo, uma audiência com o ministro dos Transportes, César Borges, que é do Partido da República (PR).

O que não dá para entender é que o deputado Inocêncio Oliveira, mesmo estando na companhia do secretário de Transportes de Pernambuco, foi tratar  da duplicação da PE-60- que liga  o porto de Suape a Porto de Galinhas, no litoral pernambucano. Nenhuma palavra em torno da PE-365.

A última vez que a PE-365 foi alvo de preocupação dos representantes de Serra Talhada, foi a cerca de quinze dias; quando o deputado Augusto César (PTB) usou a tribuna da Assembleia Legislativa (Alepe) e pediu providências ao governador Eduardo Campos. Já o presidente da Câmara de Vereadores de Serra Talhada, José Raimundo Filho; vai promover uma audiência pública sobre o tema, nos próximos dias; reunindo políticos de Serra Talhada, Santa Cruz da Baixa Verde e Triunfo.

Veja também:   Dois homens são mortos a tiros em Bezerros