Por voltas das 13 horas desta terça-feira (24) morreu vítima de infarto Carlos Antônio Gomes da Cruz, 55 anos, mais conhecido por “Cacau do Banco”. Ele era candidato a prefeito em São José do Belmonte, a 63 km de Serra Talhada, apoiado pelo governador Eduardo Campos e pela coligação Frente Popular de São José do Belmonte (PR-PMDB-PSB).

No momento da morte, “Cacau do Banco” fazia campanha na zona rural do município, no distrito do Carmo, e sofreu um infarto do miocárdio quando retornava para a zona urbana. Seu corpo foi encontrado dentro do próprio carro. Eleitores tiveram que quebrar os vidros do veículo para socorrê-lo. O candidato havia casado na última sexta-feira (20) e deixa um filho. O clima em Belmonte é de dor e tristeza.

“Cacau do Banco” era também vice-prefeito do atual gestor Rogério Leão (PR). Foi vereador e chegou a assumir a presidência da Câmara Municipal de Belmonte. O irmão do prefeito Rogério Leão, Wellington, confirmou a  informação da morte de “Cacau” ao FAROL. “Está todo mundo perplexo por aqui”, disse ele, com pesar.


Veja também:   Ex-ministro de Bolsonaro atuou como um 'bobo da corte' em ST