Foto: Max Rodrigues / Farol

Publicado às 14h deste sábado (6)

“Foi uma decisão do prefeito e nós temos que acatar”.

A frase partiu do secretário de Governo do prefeito Luciano Duque, Faeca Melo, ao programa Farol de Notícias na Vilabela FM neste sábado (6), analisando a polêmica exoneração do professor Edmar Junior da Secretaria de Educação esta semana.

Curiosamente, a afirmação de Faeca foi de encontro à nota oficial emitida pela própria prefeitura [leia aqui] nessa sexta (5), justificando a saída de Edmar Junior dando conta de uma não renovação, em 2018, da licença do professor do cargo efetivo que ele ocupa no IFPE (Instituto Federal de Pernambuco).

Durante a entrevista, Faeca Melo fez vários elogios a gestão de Edmar Junior à frente da pasta da Educação, mas ponderou que é preciso respeitar a decisão pessoal do prefeito.

“Um cidadão de bem, um nome extraordinário, uma pessoa ética, moral, que fez um bom trabalho na Secretaria de Educação. Não tem o que se falar da pessoa e da gestão de Edmar. Aconteceu (a exoneração). Mas todos os secretários estão na reta, são cargos de prerrogativa do prefeito e ele bota e tira na hora que quiser. Ninguém é insubstituível. Foi uma decisão do prefeito e nós temos que acatar”.

ENQUETE DESAPROVOU SAÍDA 

Ainda durante o programa, abrimos a enquete popular perguntando: “Você aprova ou desaprova a saída de Edmar Junior da Secretaria de Educação?”.

Num total de dez participações dos ouvintes, recebemos sete ligações desaprovando a exoneração do professor e apenas três aprovando a saída dele.

Nos bastidores, especula-se que o nome que irá assumir o lugar de Edmar será o educador Cícero Lopes, que já faz parte da equipe de governo há um bom tempo.

Leia mais

Duque confirma saída de Edmar Júnior do governo nesta sexta

Prefeitura envia nota sobre saída de Edmar Junior 

 

Compartilhe isto: