Do Diario de PE

Faltando um mês para a Copa do Mundo da Rússia, a Associação de Futebol da Argentina (AFA) decidiu oferecer um curso de “Idioma y Cultura Rusa” (Idioma e Cultura Russa), destinado a jornalistas, técnicos, dirigentes e jogadores que estarão presentes na Rússia durante o Mundial.

Um dos capítulos abordados na apostila provocou uma grande repercussão nas redes sociais. Intitulado “O que fazer para ter uma chance com uma mulher russa”, a apostila enumera dicas de como “paquerar” uma russa.

O primeiro item fala que “as mulheres russas, como qualquer outra, prestam muita atenção em [homens] limpos, que se vestem bem. A primeira impressão é muito importante para elas”.

Um dos mais contraditórios, o segundo ponto descreve que as “mulheres russas não gostam de serem vistas como objetos” e aconselham os homens a não falarem de sexo com elas, porque “para os russos, o sexo é um assunto muito privado e não se discute em público”.

O jornalista argentino Nacho Catullo divulgou no Twitter fotos do manual, ocasionando reações negativas dos internautas. A apostila chegou a ser recolhida pela própria confederação.

Compartilhe isto: