O prefeito Luciano Duque comentou, durante entrevista de rádio na última sexta-feira (11), sobre as críticas que tem recebido após a decisão de mudar o polo nacional da Festa de Setembro 2017 da lagoa Maria Timóteo, no Centro, para o pátio Waldemar de Oliveira, às margens da BR-232.

Em seu comentário, ele se mostrou firme dizendo que estava recebendo duros ataques principalmente através do Facebook, mas não irá mudar de opinião. Moradores vêm questionando a mudança afirmando, inclusive, que no ‘parque de exposições’ a população ficará mais vulnerável aos assaltos que vêm ocorrendo na cidade.

“Não são críticas que irão me tirar do caminho. Por exemplo, estão dizendo: ‘ele mudou a festa lá para o pátio de exposição de animais’. Não é? E aí tome cacete em mim, eu vi no Facebook. Disseram tanta coisa comigo que se eu fosse ligar… Mas eu não ligo! Eu nunca vi uma cidade para ter tanta festa. É a cidade das festas. O povo quer tudo não é? As melhores atrações… Muitas festas… Mas dinheiro público não dá para tudo isso não”, disse.

O gestor revelou que só de contrapartidas, neste semestre, a prefeitura já dispôs de mais de R$ 2 milhões, o que teria inviabilizado uma programação mais robusta. “Nós fizemos uma opção em alavancar obras que exigem muito dinheiro e a gente está passando por um momento de dificuldade e aperto. Só este semestre já demos só de contrapartida mais de R$ 2 milhões em obras, ou seja, isso pesa nos cofres públicos”, afirmou o prefeito, reforçando:

“Veja na região, olhe quantas prefeituras estão fazendo obras? Não tem! Mas nós fizemos o dever de casa e tem prefeitura que está fazendo o maior auê, pagando folha (de pessoal) e fazendo festa. Mas eu não! Eu sou diferente. A Prefeitura de Serra Talhada constrói. E todos aqueles que apostaram contra quebraram a cara”.

Compartilhe isto: