A Câmara Municipal de Serra Talhada (CMST) foi cenário de mais um debate acalorado durante a sessão ordinária dessa segunda-feira (14).

Mas, desta vez, o protagonista foi o próprio presidente da Casa Joaquim de Souza Melo, Nailson Gomes (PTC), que no afã de defender o governo Luciano Duque, acabou cerceando a palavra do vereador Gilson Pereira, do PROS.

O que provocou uma troca de desaforos, inclusive com direito a gritos no microfone por parte de Nailson Gomes, foi a explanação do secretário de Planejamento, Josembergues Melo, com relação a Taxa de Coleta de Resíduos Sólidos (TCR).

Ao usar a tribuna, Gilson Pereira preferiu dar seu ponto de vista sobre o assunto, mas Nailson impediu, gritando que o colega deveria apenas fazer perguntas ao secretário.

“Vossa excelência não sabe o que está dizendo, vou cassar a palavra de vossa excelência”, disparou Gomes, recebendo o aparte de Gilson Pereira.

“Aqui não será a casa do prefeito. Vossa excelência, como presidente, não tomou nenhuma iniciativa para provocar o debate sobre este assunto. O povo admite cortar a palavra de um vereador?”, questionou Pereira provocando o plenário.

De nada adiantou. Nailson Gomes encerrou o bate-boca cortando o microfone do colega que, sem alternativas, deixou a tribuna.

 

Compartilhe isto: