Publicado às 05h22 desta sexta-feira (6)

Os petistas serra-talhadenses, em especial, o prefeito Luciano Duque, defensor da tese de candidatura própria em Pernambuco, ganharam ‘gás’ após as declarações do ex-presidente Lula, que estimulou a pré-candidatura da vereadora do Recife, Marília Arraes, ao governo de Pernambuco.

De acordo com Pedro Stédille, coordenador do Movimento dos Trabalhadores Sem Terra (MST), que visitou Lula na carceragem da Polícia Federal, nessa quinta-feira (6), Lula teria enviado um recado aos petistas pernambucanos.

“Ele disse: um recado aos militantes do PT de Pernambuco. Se eu estivesse no PT de Pernambuco eu já estaria em campanha pela Marília Arraes. Repete aí, Rui Falcão. Mas não no sentido de fazer luta interna, no sentido que o PT tem que criar vergonha e disputar com as suas ideias”, explicou João Pedro Stédile.

Ainda nessa quinta-feira (6), a reportagem do Farol provocou o prefeito Duque à comentar o gesto do deputado Sebastião Oliveira (PR), que nesta semana, colocou um adesivo em seu gabinete, em Brasília, defendendo a libertação de Lula. Duque foi lacônico: “Prefiro não comentar”, resumiu, encerrando o assunto.

Compartilhe isto: