Foto: divulgação/ Aria Social

Do Folha PE

O estudante pernambucano Fred Ramon, de 20 anos, aprovado em nove universidades dos Estados Unidos, abriu uma campanha para conseguir o dinheiro que falta para despesas não cobertas pela bolsa de estudos. O jovem, morador do bairro de Cajueiro Seco, em Jaboatão dos Guararapes, na Região Metropolitana do Recife, escolheu o curso de Ciência da Computação e Estudos Globais na Whittier College, em Los Angeles, na Califórnia. Para arrecadar doações que ajudem a realizar seu sonho, Fred lançou uma vaquinha virtual. A meta da campanha é arrecadar US$ 31 mil (cerca de R$ 158 mil), quantia para os quatro anos de curso.

Os depósitos para Fred Ramon podem ser feitos via Pix, na chave 81997210197, do Banco Original. Há também um link para uma vaquinha virtual. “A gente abriu essa vaquinha e as pessoas começaram a contribuir. Estamos chegando perto da metade, é um número significativo que falta”, explica Fred Ramon.

O dinheiro arrecadado pela vaquinha será usado para cobrir gastos não cobertos pela bolsa, como livros, parte da alimentação, mobilidade e possíveis taxas. O visto de Fred para a viagem aos Estados Unidos foi aprovado e ele pretende viajar em 19 ou 20 de agosto – as aulas na Califórnia começam no dia 24. Ele agora aguarda questões burocráticas, como o comprovante de vacinação contra a Covid-19.

Além da Whittier College, Fred também passou nas seguintes instituições: Universidade de Inovação ASU; Manhattanville College; Florida Tech; Temple University; University of Arizona; Stetson University; Adelphi University; e University of La Verne. Após ter a sua história contada pela Folha de Pernambuco, Fred conta que recebeu ajuda de muita gente. “Apareceu gente de não sei de onde querendo me ajudar. Agora estou conseguindo por conta disso completar o valor que preciso porque a repercussão foi muito grande”, diz o estudante.

Ele celebra a realização do sonho, que outrora parecia “impossível”. “É uma recompensa, foi tanto estudo, desde maio do ano passado, eu só visava passar. É raro ganhar bolsa de 100% e até do valor que ganhei, de 70%”, comemora. Fred concluiu o Ensino Médio em 2018, na Escola Estadual Professor Fernando Mota, em Setúbal, na Zona Sul do Recife. Enquanto se preparava para as inscrições nas universidades americanas, ele ajudava com a renda de casa dando aulas online de inglês. Ele mora com a mãe, que é faxineira, e o irmão mais novo, de 17 anos.

Aria Social
Fred estudou Dança no Aria Social, entidade que educa e profissionaliza crianças e adolescentes através da arte. “Aprendi muitos movimentos, maracatu, dança popular, estiquei o meu corpo. A partir dessa experiência, fui contratado em um cruzeiro como instrutor de dança e fui dar aula em Dubai. Minha experiência no Ária foi fundamental para eu chegar onde cheguei, pois foi através dessa arte que ampliei os meus horizontes e aprendi e focar na realização dos meus sonhos”, conta o jovem.

A entidade atende cerca de 450 crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade social, que recebem reforço escolar, português e raciocínio lógico, e participam de cursos profissionalizantes, como música e dança. Cerca de oito mil crianças e jovens já foram beneficiados pelo projeto. O Aria Espaço de Dança e Arte, localizado em Jaboatão dos Guararapes, foi fundado há 29 anos pela bailarina Cecilia Brennand e, em 2004, ganhou um novo propósito, passando a ser uma instituição sem fins lucrativos (OSCIP) e a se chamar Aria Social, Educando e Profissionalizando Através da Arte.  A entidade sobrevive com o apoio de patrocinadores, parceiros, e voluntários. Conheça mais através do site www.aria.art.br e seja um colaborador.