Do Folhape
Foto: Maxim Shipenkov / Pool / AFP

O secretário-geral da ONU, Antonio Guterres, afirmou nesta quinta-feira (28) que a “guerra é um absurdo no século XXI”, durante uma visita a Borodianka, uma das localidades dos subúrbios de Kiev onde os ucranianos acusam os russos pela morte de civis durante a ocupação em março.

Em sua primeira visita à Ucrânia desde o início da invasão russa em 24 de fevereiro, Guterres falou com os jornalistas diante de edifícios em ruínas, ao lado de militares ucranianos e funcionários do governo local.

“Imagino minha família em uma destas casas destruídas. Vejo minhas netas fugindo em pânico. A guerra é um absurdo no século XXI. A guerra é o mal. Não há como uma guerra ser aceitável no século XXI”, declarou Guterres.

O secretário-geral da ONU seguiu para Bucha, outra área do subúrbio da capital ucraniana onde os ucranianos acusam Moscou de crimes de guerra. Durante a tarde ele se reunirá com o presidente do país, Volodymyr Zelensky.

Guterres desembarcou na Ucrânia na quarta-feira à noite, depois de visitar Moscou, onde se reuniu com o presidente Vladimir Putin e pediu à Rússia para colaborar com a ONU e permitir a retirada de civis das zonas bombardeadas, principalmente no leste e sul da Ucrânia, onde as tropas russas concentram sua ofensiva.

Veja também:   Cinema mundial se prepara para todo o glamour para o Festival de Cannes