Publicado às 05h52 desta sexta-feira (17)

Por Edson Nunes, sergipano que adotou Serra Talhada no coração

A matriarca, mãe querida, Dona Quitéria, nos deixou e segue para os braços de Deus. Na grandeza do coração de uma verdadeira mãe sempre há espaço para mais um filho. Eu, Sergipano de origem conheci a minha atual esposa e a sua família em 2011. Casei com uma serra-talhadense no final de 2011, e continuei a residir em Aracaju-SE.

Minha esposa passou a chorar diariamente por não estar perto para cuidar do pai e mãe, ambos com problemas de saúde. Ao nascer a minha filha, em 30 de janeiro de 2013 o Sr. Raul faleceu.

Em 2014 resolvi vir morar em Serra Talhada para ajudar nos cuidados com a viúva, minha sogra Dona Quitéria. De imediato ela passou a me tratar como filho, e com frequência eu o pedia, benção mãe. Ela quando imobilizada em cadeira de rodas respondia feliz e sorrindo, Deus e Nossa Senhora te abençoe, filho. Essa benção frequente aumentava mais a minha fé em Deus, diante o testemunho de força, de fé e de amor da minha sogra para com Deus.

MUITAS DORES

Mesmo sofrida, doente em cadeira de rodas, ocorreram diversos episódios tristes e doloridos para essa grande mãe, que suportou de forma resignada o afastamento de uma filha adotada que não mais lhe deu importância ou a visitou, sofreu pelo assassinato de dois filhos que em vida sempre estiveram ao lado dela, o Aluísio Pedreiro, e o Arnaldo, que residia em Petrolina. Tudo isso perdoando e ensinando a todos que o cercam a orar a Deus pelo bem e restauração da vida com Deus dessas pessoas perversas.

Até hoje, não entendo os motivos de tantas perversidades e ódio.

Veja também:   Márcia Conrado diz por que não está ao lado de Duque

Impregnado pela grandeza de espirito e fé em Deus da Matriarca Quitéria, senti como é bom e suave pregar e viver na paz, no perdão e no amor de Deus. O perdão deixa o nosso fardo mais leve, dormir em paz e com o amor de Deus dentro de nós.

Assim, tocado pela paz profunda que o Bom Jesus Ressuscitado e Nossa Senhora da Penha colocam nos nossos corações, venho humildemente prestar a minha singela homenagem a Matriarca da Paz e do amor. Até logo minha querida e amada sogra, Mãe de Consideração, Dona Quitéria Pereira Diniz, resististes às maldades humanas, às pandemias, a COVID-19 que debelastes com a sua força e fé em Deus.

Suas filhas que dedicaram toda o amor, cuidados e atenção durante esses anos de seu calvário em uma cadeira de rodas e muito doente, plantaram o amor de Deus nas vidas delas, colherão em vida alegrias, paz e felicidades, e após suas missões lugar no reino de Deus, sendo recebidos com honra por Jesus Cristo. Que Deus abençoe a médica, Dra. Clévia e todos os profissionais de saúde que trataram dela com amor e dedicação.

Dona Quitéria, a senhora nos deixou aqui com muitas saudades, mas felizes pelo seu testemunho de vida e fé em Deus. Suas filhas, filho, sobrinhos, irmãs, netos e netas, e o seu genro Edson agradecendo a Deus pela o tempo que esteve junto de todos nós.

O Corpo da nossa querida Quitéria está sendo velado na Casa de Homenagens Póstumas Bezerra de Melo e o sepultamento acontece às 09 horas,no cemitério de Serra Talhada.