Do Diario de PE

A África do Sul prestou uma homenagem comovente nesta quarta-feira (6) aos 21 jovens que morreram em circunstâncias ainda não esclarecidas após uma noite em um bar no subúrbio, uma tragédia que chocou o país.

Mais de mil pessoas, incluindo o presidente da África do Sul Cyril Ramaphosa, participaram de uma homenagem no bairro popular de Scenery Park, perto da cidade de East London, no leste do país.

No início da manhã de 26 de junho, os corpos das vítimas foram encontrados dentro de um bar clandestino, sem nenhum sinal de violência.

A causa da tragédia permanece um mistério, mas os sobreviventes relataram sua luta para sair do lugar, que estava lotado e onde havia um cheiro sufocante.

Veja também:   Márcia Conrado fala sobre Covid-19 e Festa de Setembro 2022

Para se despedir dos jovens — a maioria deles adolescentes — 21 caixões vazios foram levados ao local para simbolizar a perda, já que a maioria já foi enterrada.

Os enlutados foram colocados, junto com as autoridades, em uma grande tenda e centenas de pessoas acompanharam a cerimônia por transmissão, segundo jornalistas da AFP no local.

Em meio aos prantos e orações, a banda da polícia tocou o hino nacional. Os funerais das vítimas acontecerão nos próximos dias.

“Ainda não sabemos o que matou nossos filhos”, declarou o presidente Ramaphosa.

“As famílias precisam de respostas, querem saber o que aconteceu com seus filhos”, acrescentou.