Agricultor acusa vereador de ST de praticar crime ambiental

Imagens cedidas ao Farol

Publicado às 05h05 deste domingo (6)

Na manhã da última sexta-feira (4) o agricultor José Cipriano Tenório, 66 anos, procurou a redação do FAROL para fazer um alerta sobre um possível crime ambiental em curso. Ele tem uma propriedade às margens da Barragem do Jazigo, em Serra Talhada, e acusa o vereador Gin Oliveira, vice-Presidente da Câmara Municipal, de ter invadido uma faixa de terra e estar aterrando a barragem, com obras de construção que não deveriam estar acontecendo.

Segundo Tenório, ele vendeu uma propriedade a Gin Oliveira, mas o parlamentar avançou os limites, invadindo a área da barragem que não é dele. José Cipriano Tenório afirma que vem numa luta solitária, e deseja que os órgãos competentes se manifestem, embargando a obra.

Veja também:   Três meninas fogem de abrigo e são resgatadas

“A barragem é uma faixa d’água muito importante para comunidade. A proporção que avançam aterrando a barragem para construção e lazer, diminui o volume da água. Nós já passamos sete anos com problema de estiagem, por falta de chuva, e barragem secou e sofremos muito. A barragem está cheia, mas não sabemos o futuro. Essa área que está sendo preenchida com terra pelo vereador Gin Oliveira, vai fazer falta”, disse o agricultar, relembrando:

“Procurei o vereador e fiz o alerta várias vezes, inclusive, numa reunião de conciliação no Procon, e o mediador informou que era um direito que assistia ao vereador. Ora, questionei porque vejo como uma agressão à barragem. Muita gente mora naquela barragem. Estou sozinho nesta briga. Não é apenas Gin Oliveira, outras pessoas estão fazendo a mesma coisa. Ele [Gin] tem uma retroescavadeira lá fazendo isso, além de uma caçamba que joga material tirado de cima da serra, para dentro da barragem. Ele está acelerando o assoreamento do Jazigo. Já conversei com o vereador, pedi que não fizesse, mas ele derrubou a cerca e invadiu além da limitação que foi vendido a ele e derrubou com trator. Queria que ele parasse e a justiça fizesse alguma coisa. Ele é um politico e deveria dar um bom exemplo, é vereador, vice-presidente da Câmara, acho que ele deveria ter consciência e os órgão ambientais de Serra Talhada verificassem pessoalmente isso”.

Veja também:   PRF flagra transporte de tatus mortos no Sertão

O OUTRO LADO

Nesse sábado (5), o Farol entrou em contato com Gin Oliveira, enviando, inclusive, imagens que chegaram à redação sobre a possível invasão. O parlamentar prometeu se manifestar sobre o caso, mas silenciou. Até o fechamento desta edição nada comentou.

Agricultor acusa vereador de ST de praticar crime ambiental

Agricultor acusa vereador de ST de praticar crime ambiental