triplexA empreiteira OAS, acusada de envolvimento no esquema da Petrobras, custeou reformas em apartamento cuja opção de compra pertence à família do ex-presidente Lula, informou a revista “Veja”.

Segundo a revista, documento de 2014 mostra que a OAS contratou uma empresa especializada em reformas de alto padrão para, entre outras coisas, instalar um elevador privativo no triplex em Guarujá, no litoral paulista, avaliado em R$ 2,5 milhões. O empreendimento, iniciado pela Bancoop (cooperativa dos bancários de São Paulo), foi assumido pela OAS em 2009.

Veja também:   Vandinho reage e faz desafio: 'Prove que estou mentindo?'

Procurada, a assessoria do Instituto Lula afirmou que o apartamento ainda pertence à OAS, já que Lula e Marisa adquiriram uma cota do imóvel, mas não chegaram a concluir o negócio e, por isso, cabe à empreiteira arcar com custos referentes ao empreendimento, inclusive uma eventual reforma.

( Da Folha de São Paulo )