Publicado às 17h05 desta terça-feira (22)

A família de Tiago Siqueira Santos, 20 anos, morador de Custódia, no Sertão Moxotó, estudante de Administração da Unidade Acadêmica de Serra Talhada (UAST-UFRPE) clama por justiça para encontrarem o corpo do jovem que se afogou na Praia do Gunga, no Litoral Sul de Alagoas no último domingo (20) por volta das 8h da manhã e o corpo ainda está desaparecido.

Segundo informações da família, através das rede sociais, não há nenhuma placa de sinalização alertando perigo na área que Tiago se afogou, também não havia salva-vidas no local, as buscas só iniciaram 1h hora depois do ocorrido, foram encerraram às 14h do mesmo dia e ainda não foram retomadas e clamam pela oportunidade de oferecem um sepultamento digno ao jovem.

CONFIRA A NOTA DA FAMÍLIA

“No dia 19 de março, Tiago saiu de casa para uma excursão com um grupo de cerca de 47 pessoas, rumo a Maceió-AL. Sua última publicação foi às 07h19 na manhã do dia 20, no domingo, na Praia do Gunga. Logo após sua última publicação nas redes sociais, Tiago e mais 1 amigo entrou no mar e afogou-se.

A informação repassada para a família é que os dois foram puxados pelas ondas para uma saída de canais. Durante o ocorrido, outro amigo que também estava presente, entrou no mar na tentativa de resgatá-los, apenas um deles foi resgatado. Tiago infelizmente foi puxado pelas ondas. No local não havia nenhum tipo de sinalização indicando zona de perigo para os banhistas, e nem uma equipe de salva vidas.

Após o afogamento os amigos que estavam com ele e um pescador tentaram retirá-lo da água, mas sem êxito. O corpo de Tiago está desaparecido. A família clama por justiça, já que as autoridades pararam as buscas poucas horas após o ocorrido e ainda não retornaram”.

Veja também:   Mulher é espancada após recusar vizinho casado

ASSISTA AO APELO DA FAMÍLIA