Aluno foi morto na porta de escola por causa de briga em jogo on-line

Do Metrópoles

Uma briga entre jovens e adolescentes terminou um a morte de um aluno, de 14 anos, além de outros dois feridos, de 12 e 15 anos, em Anápolis, a cerca de 55 km da capital goiana.

De acordo com delegado responsável pela apuração do caso, Wlisses Valentim, a discussão entre os envolvidos foi motivada por uma briga durante um jogo on-line na noite anterior.

O crime aconteceu nessa terça-feira (20/2), nas proximidades do Colégio Estadual Leiny Lopes de Souza, no bairro Calixtópolis.

Veja também:   Eletrobras privatiza uma das distribuidoras

De acordo com o investigador, o irmão mais velho de um dos adolescentes que estava participando da briga chegou ao local acompanhado da mãe para tirar satisfação com os estudantes.

A mulher, de 43 anos, segurava um martelo e o rapaz, de 20, estava com uma faca.

“Os meninos fizeram uma live ontem em um joguinho on-line e, no meio da live, outro garoto entrou e começou a fazer ofensas. Então, eles combinaram de se encontrar na saída da escola, hoje, para resolver essas diferenças. Na saída da escola houve essa briga”, explicou o delegado.

Veja também:   Análise: o que vai acontecer com o preço da gasolina após a eleição?

Estudante morto e dois em estado gravíssimo

Durante a confusão, mãe e filho acabaram atingindo três estudantes. Um deles morreu na hora e os outros dois foram encaminhados ao hospital e estão internados. Um vídeo mostra o momento da briga.

A mulher e o filho maior de idade devem passar por audiência de custódia nesta quarta-feira (21/2).

O Hospital Estadual de Anápolis Dr. Henrique Santillo (Heana) informou que os dois adolescentes estão em estado gravíssimo.

Veja o vídeo:

Em nota, a Secretaria de Estado da Educação de Goiás (Seduc) lamentou o ocorrido e disse que toda a confusão aconteceu fora do ambiente escolar, por motivos pessoais dos estudantes. Explicou que a Superintendência de Segurança Escolar foi acionada assim que a direção soube do caso.

Veja também:   Tenor cruza oceano para cantar no Vaticano