Do Diario de Pernambuco

A Arábia Saudita anunciou nesta terça-feira (15) o início de uma campanha de vacinação em massa contra o coronavírus, poucos dias após aprovar a vacina da aliança americana-alemã Pfizer/BioNTech.
“O ministério da Saúde anunciou o início do registro de todos os cidadãos e residentes para obter a vacina contra o coronavírus a partir de hoje” terça-feira, disse a agência oficial de notícias SPA.
Os sauditas, assim como muitos expatriados estrangeiros no país, podem obter a vacina gratuitamente através do aplicativo “Sehaty” do ministério, seguindo uma campanha de vacinação de três etapas, explicou a SPA.
A primeira fase abrange as pessoas mais vulneáveis, como as maiores de 65 anos, pessoas que sofrem de obesidade e doenças crônicas graves ou que trabalham em profissões particularmente expostas ao vírus.
A segunda beneficiará as pessoas maiores de 50 anos, outros profissionais da saúde e os que possuem doenças menos graves.
Por último, todas as demais pessoas que desejarem se vacinar poderão fazê-lo durante a terceira fase.
A Arábia Saudita, que tem uma população de mais de 34 milhões de pessoas, de acordo com dados oficiais, aprovou a vacina Pfizer/BioNTech em 10 de dezembro, tornando-se o segundo país do Golfo a dar sua aprovação, depois do Bahrein.
O país registra oficialmente mais de 360 mil casos de infecção, que incluem 6.059 mortes.
Na segunda-feira, Abu Dhabi, a capital dos vizinhos Emirados Árabes Unidos, também lançou uma campanha de vacinação, mas com a vacina da gigante farmacêutica chinesa Sinopharm.