Leia mais no G1 Mundo

Dez pessoas morreram e ao menos cinco ficaram feridas depois que um homem armado atacou uma igreja cristã copta em Helwan, no sul do Cairo, nesta sexta-feira (29). O atirador foi morto, mas ainda não se sabe se ele está incluído neste levantamento do Ministério da Saúde do país.

O agressor abriu fogo do lado de fora da igreja Mary Mina, ferindo cinco guardas. Ele foi abatido pela Polícia quando tentou invadir o local, acrescentaram as autoridades. Ainda não está claro se o suspeito agiu sozinho, de acordo com a CNN.

Uma foto do corpo do suposto agressor publicada no site do jornal oficial “Al-Ahram” mostra um homem barbudo, com uma jaqueta cheia de munição, estendido no chão.

Em abril, explosões em duas igrejas cristãs coptas no Egito deixaram ao menos 44 mortos e mais de 100 feridos. O primeiro alvo foi um templo em Tanta, a quinta maior cidade do país, seguido de um ataque em Alexandria, a segunda mais populosa cidade egípcia. Os ataques foram reivindicados pelo grupo Estado Islâmico (EI).

A minoria cristã representa 10% dos 100 milhões de habitantes nesse país de maioria muçulmana.