audiencia

 

Os proprietários de residências do bairro São Cristovão, em Serra Talhada, serão intimados pelo Ministério Público de Pernambuco (MPPE), em 48 horas, para dar explicações sobre construções de barreiras que vêm impedindo o curso das águas das chuvas. Esta foi a principal decisão da audiência pública realizada nessa terça-feira (24), na Igreja Batista do bairro.

O fato negativo foi a pouca participação da população. Menos de 50 pessoas compareceram à reunião, após intensa divulgação por parte da Câmara Municipal de Serra Talhada. O São Cristovão foi um dos bairros mais castigados pelas últimas chuvas que caíram em Serra Talhada.

Veja também:   PRF encontra caminhão de São Paulo abandonado em ST

audiencia 2

“O Ministério Público deve intimar os proprietários para uma reunião com o Executivo e a Câmara de Vereadores, e observar se há licença para as construções para diagnosticar barramentos irregulares”, disse o vice-presidente da Câmara, Sinézio Rodrigues, que coordenou a audiência. Vários vereadores fizeram uso da palavra e os relatos foram em torno da necessidade de buscar soluções urgentes, em parceria com o Ministério Público que enviou um representante à reunião. Apenas o vereador Manoel Enfermeiro lamentou a pouca participação dos moradores. “O povo era para estar aqui junto com a gente”.

Veja também:   Para Sebastião Oliveira, Duque não sai candidato a deputado federal em 2018 porque é um 'frouxo'

FALTOU PLANEJAMENTO

Após ouvir as reclamações dos moradores, o prefeito Luciano Duque usou da palavra, reforçando que faltou planejamento no processo de crescimento do bairro.

“Este é um momento de coragem e quero parabenizar a Câmara de Vereadores por esta atitude. Agora, faltou planejamento na construção do bairro. Quero propor uma solução conjunta para acabar com as construções irregulares que prejudicam a passagem da água. Vamos buscar o consenso para indenizar o que for possível”, declarou o prefeito. No final, foi formada uma comissão composta por cinco moradores para acompanhar o processo de diálogo com os proprietários de imóveis.

Veja também:   Bandidos fazem 'arrastão' em residência de ST

audiencia 3

audiencia 4

audiencia 5

audiencia 6

audeincia 7

audiencia 9