A informação passada pela assessoria do deputado Augusto César (PTB), de que a construção de Instituto Médico Legal (IML) em Serra Talhada já não faz parte dos planos do Governo do Estado, não desanimou a população. Após essa notícia, a sociedade civil se organizou e criou um movimento que, com o apoio da Câmara Municipal, conseguiu agendar uma nova reunião com o secretário de Defesa Social, Wilson Damázio.

O objetivo da audiência é realizar a entrega, oficialmente, de um abaixo-assinado que teve início nas redes sociais há um mês – e contou com o apoio do FAROL DE NOTÍCIAS – pedindo a urgente instalação de um posto do IML em Serra Talhada.

“A reunião está marcada para a próxima quinta-feira (6), as 15 horas, no gabinete do secretário Damázio. Queremos que Serra Talhada tenha a importância que a cidade merece e vamos dizer isto ao secretário. Não somos de jogar a toalha no primeiro obstáculo. Por isso acionamos o deputado Odacy Amorim (PT) que agendou o encontro”, disse o vereador Sinézio Rodrigues (PT). Segundo ele, quatro vereadores farão parte da comissão, além do deputado Manoel Santos (PT) e de integrantes do movimento IML Já.

APOIO

A professora Magda Wacemberg Carvalho, que iniciou o abaixo-assinado nas redes sociais via petição eletrônica, disse estar estimulada e pediu o apoio da população. Magda também criou abaixo-assinados em papel e os espalhou  nos bairros, comunidades rurais e igrejas. “Esta luta é de todos e não precisa ser partidarizada. Farei parte da comissão e peço às pessoas que ainda estão na coleta de assinaturas, que entreguem o abaixo-assinado até a próxima quarta-feira (5) na redação do Farol de Notícias“, declarou a professora.

Magda Carvalho é sobrinha do protético Paulo Marcos de Lima, brutalmente assassinado em sua residência, no dia 24 de abril (leia aqui). O corpo dele levou cerca de dez horas para ser conduzido ao Instituto Médico Legal de Caruaru. Até agora nenhum dos assassinos foi preso pela polícia. A entrega do abaixo-assinado deve ser feito na redação do FAROL, localizado na Rua Cornélio Soares, 436, até as 17 horas desta quarta-feira (5).

Veja também:   PRF apreende mais de 70 toneladas de milho em ST

A orientação é que todos comecem a assinar o quanto antes! Para Assinar a petição clique AQUI!