Bebê gorila prematura nasce após cesariana de emergência
Bebê Jameela nasceu antes da data prevista – Foto: Fort Worth Zoo/Divulgação

Por Folha de Pernambuco

Uma bebê gorila nasceu entre quatro a seis semanas antes do previsto no Zoológico de Fort Worth, no Texas, nos Estados Unidos, depois que sua mãe enfrentou sérias complicações na gravidez.

Segundo um comunicado de Dia dos Namorados do Zoológico de Fort Worth, emitido na quarta-feira (14), Jameela, a bebê gorila, nasceu em 5 de janeiro por meio de uma cesariana de emergência realizada pela equipe veterinária do zoológico com a assistência de “especialistas médicos humanos”.

A gorila bebê pesava cerca de 1,4 quilo ao nascer, mas agora pesa mais de 2,3 quilos graças aos cuidados contínuos dos tratadores do zoológico. A mãe de Jameela, Sekani, “se recuperou completamente” desde o procedimento.

Veja também:   Ano termina com muitas ausências políticas para o esporte em ST

O zoológico decidiu operar depois que a mãe gorila de 33 anos começou a mostrar sinais de uma condição de pressão sanguínea que ameaçava a vida chamada pré-eclâmpsia antes da data prevista para o parto, de acordo com o site de Fort Worth.

Após consultar um obstetra e um neonatologista, a equipe do zoológico e os veterinários decidiram que uma cesariana de emergência daria à mãe e à bebê “a melhor oportunidade de sobrevivência”.

“Participar do parto do bebê de Sekani por meio de uma cesariana foi um dos pontos altos de toda a minha carreira como obstetra-ginecologista”, disse Jamie Walker Erwin, que integrou a equipe, em um comunicado. “É uma honra e um privilégio ajudar no cuidado dessa espécie ameaçada e compartilhar minha experiência com a equipe veterinária do Zoológico de Fort Worth. Fiquei impressionado com como a anatomia de Sekani se assemelhava à das minhas pacientes humanas”, completou.

Veja também:   Forró e sertanejo em 2018 em ST

A bebê Jameela — nomeada em homenagem à palavra “bonita” em suaíli e à Dra. Erwin — recebeu cuidados 24 horas por dia dos tratadores desde o nascimento.

Sekani “mostrou pouco interesse em cuidar de seu bebê”, o que os especialistas acreditam estar relacionado ao fato de ela não ter passado por uma gravidez e parto a termo. Para ajudar Jameela a crescer, os tratadores do zoológico têm alimentado a gorila bebê com mamadeira a cada duas a três horas.

A equipe do zoológico também tem sido responsável por garantir que Jameela esteja perto de outras gorilas para que ela possa “aprender os cheiros, sons e visões do grupo”.

Veja também:   Cantor Delmiro Barros é preso em São José do Egito