O Palácio do Campo das Princesas celebrou, na manhã desta segunda-feira (6), uma cerimônia em comemoração ao bicentenário da Revolução Pernambucana de 1817, mas conhecida como a Data Magna de Pernambuco. Na ocasião, ex-governadores de Pernambuco foram homenageados pelo atual governado do estado, Paulo Câmara (PSB).

Num primeiro momento das solenidades, o governado Paulo Câmara, em conjunto com o vice governador Raul Henry (PMDB) e como presidente da Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe), o deputado  Guilherme Uchôa (PDT), realizaram o hasteamento das bandeiras do Brasil, da insígnia do governador, e de Pernambuco, respectivamente. O hasteamento foi seguido do desfile cívico-militar.

A isso, seguiu-se a colocação de uma coroa de flores na escultura da Revolução de 1817, de Abelardo da Hora, além da chamada solene do nome dos revolucionários seguido por um minuto de silêncio em homenagens aos mártires de 1817.

Já dentro do Palácio, Paulo Câmara, acompanhado do prefeito do Recife, Geraldo Julio (PSB), fez o descerramento da placa no hall do Palácio.

Além de homenagear alguns nomes da Revolução de 1817, o governador ainda realizou a entrega de medalhas comemorativas do Bicentenário a entidades e aos ex-governadores de Pernambuco: João Lyra (PSDB), Jarbas Vasconcelos (PMDB), Joaquim Francisco (PSDB), Gustavo Krause (DEM) e Roberto Magalhães (DEM).

Em discurso, Paulo Câmara afirmou que independente de filiações partidárias e ideologias, a medalha homenageava aqueles que contribuíram e contribuem para a preservação da memória de Pernambuco. “Independente de suas filiações partidárias e convicções ideológicas, foram homenageados instituições e lideranças que contribuíram e contribuem para a preservação da memória pernambucana”, disse.

O governador ainda completou, afirmando que o compromisso do Governo de Pernambuco é lutar pela justiça e liberdade. “Passados 200 anos, continuamos a nos empenhar pela unidade de todos de boa vontade comprometidos com o futuro de Pernambuco e do Brasil. Passado todo esse tempo, lutar por justiça e liberdade continua ser o nosso maior compromisso”, falou.

Leia mais no JC Online