Foto: Farol de Noticias/Licca Lima

Na manhã desta sexta-feira (9) um grupo de professores da Rede Municipal de Educação de Serra Talhada colocou o bloco na rua para levar um protesto para a sede da Prefeitura Municipal.

O Bloco Madeira de Lei que Cupim Não Rói se reuniu em frente a sede do Sindicato dos Trabalhadores em Educação (Sintest) para descer a Rua Enock Inácio de Oliveira com o ato.

Munidos de cartazes e camisetas com o grito de guerra: “Sem blá blá blá, PCCR Já!” e “Educação no ritmo de luta”, dezenas de profissionais compareceram.

O grupo também foi acompanhado pelo presidente da Associação de Professores de Serra Talhada (Aprost), Carlos Antônio, a principal reivindicação da manifestações foi em torno do PCCR.

A categoria pede a atualização do Plano de Cargos, Carreiras e Remuneração da cidade que há Pelo menos 15 anos não sofreu qualquer tipo de mudança em prol dos servidores.