Bolsa Família será adiantado para vítimas da chuva do litoral de SP

Foto: Rovena Rosa/Agência Brasil

Por Agência Brasil

 

O ministro do Desenvolvimento Social (MDS), Wellington Dias, afirmou nesta segunda-feira (20) que a pasta agilizará o pagamento do Bolsa Família para as vítimas dos temporais no litoral norte de São Paulo.Bolsa Família será adiantado para vítimas da chuva do litoral de SPBolsa Família será adiantado para vítimas da chuva do litoral de SP

“Para facilitar para as famílias, o pagamento de março será unificado, feito no dia 20 para todas as famílias dos municípios atingidos e com decreto de emergência e calamidade”, disse o ministro.

Dias afirmou que uma aeronave do Exército levará doações para as vítimas. Segundo o ministro, a pasta está em contato com líderes municipais e sociais para providenciar a entrega de cestas de alimentos, colchões e outras necessidades na assistência social.

Veja também:   'Fabrício com Márcia não enfraquece Luciano'

“Acertei agora com o Brigadeiro Heraldo para viabilizar aeronave para o transporte, da capital São Paulo para São Sebastião e região, de alimentos, colchões, lençóis, fraldas e água potável, adquiridos em parceria entre o MDS e a Central Única das Favelas (CUFA)”, afirmou Wellington Dias.

O governo de São Paulo decretou estado de calamidade pública, por 180 dias, para ações emergenciais em seis municípios afetados pelas chuvas: Bertioga, Caraguatatuba, Guarujá, Ilha Bela, São Sebastião e Ubatuba.

Vítimas

No boletim divulgado no início da tarde desta segunda-feira, mais de 1.730 pessoas seguem desalojadas e outras 766 continuam desabrigadas em todo Estado de São Paulo, vítimas das fortes chuvas que atingiram o litoral norte ao longo do fim de semana. Até o momento, foram confirmados 36 óbitos, sendo 35 em São Sebastião e um em Ubatuba. As informações foram divulgadas no início da tarde desta segunda-feira (20), pelo governo do estado.

Veja também:   Enderson Moreira se consolida no Sport e se livra de críticas

A Secretaria de Saúde de São Paulo informou que 13 adultos e cinco crianças vítimas das chuvas são atendidas no Hospital Regional do Litoral Norte. Deste total, cinco estão em estado grave, 11 estáveis e dois receberam alta.