Da ISTOÉ

Foto: AFP

A IX Cúpula das Américas, nos Estados Unidos, começou oficialmente nesta quarta-feira (8) sem a presença do presidente Jair Bolsonaro (PL). A cerimônia comandada por Joe Biden e a primeira-dama americana Jill Biden foi considerada irrelevante para o governo brasileiro. As informações são do jornal O Globo.

Enquanto vários chefes de Estado já estão na cidade americana de Los Angeles, o Brasil foi representado apenas por diplomatas. Jair Bolsonaro, porém, estará no evento desta quinta-feira (9), com a companhia do chanceler Carlos França.

Fontes do governo informaram ao jornal O Globo, que o presidente estará na cúpula “nos momentos realmente importantes”. Aliado do ex-presidente Donald Trump, Bolsonaro foi um dos últimos líderes mundiais a parabenizar Biden por sua eleição, em 2020, mais de um mês depois da vitória do candidato democrata.

Os dois vão se encontrar pela primeira vez e, de acordo com a publicação, em reunião de 35 minutos. Fontes declararam que os presidentes devem conversas sobre temas como preparação para enfrentar pandemias, recuperação econômica pós-Covid-19, fortalecimento da democracia nas Américas, desenvolvimento sustentável e energias limpas.

No total, nove presidentes estão fora da Cúpula das Américas. Três foram excluídos (Cuba, Nicarágua e Venezuela), outros optaram por não se apresentar (México, Bolívia, El Salvador, Guatemala e Honduras), além dos líder uruguaio, que testou positivo para Covid-19.

Veja também:   Homem furta quase 2 mil de comércio em ST