Cacimbeiros de Sta. Cruz lutam por cooperativa
Foto: Divulgação

O grupo de “Cacimbeiros” de Santa Cruz da Baixa Verde se reuniu com representantes da Organização das Cooperativas Brasileiras para alinhar um modelo de autogestão onde os trabalhadores possam continuar fornecendo água potável para locais que não são atendidos pela Compesa.

Após quase 20 anos sem fornecimento de água por parte do governo estadual, a população de Santa Cruz foi auxiliada pelo abastecimento dos proprietários das “Cacimbas” (poços artesanais). Entretanto, a Compesa anunciou que realizará a distribuição de água encanada na cidade.

Veja também:   CONCURSO: Provas da Compesa acontecem no domingo (25) com mais de 15 mil inscritos

Os principais fatos de Serra Talhada e região no Farol de Notícias pelo Instagram (clique aqui)

Cacimbeiros de Sta. Cruz lutam por cooperativa

“São pessoas que levam água até as pessoas que não eram assistidas pela Compesa. Eles não eram organizados, mas recentemente eles se reuniram com os representantes da OCB para que pudessem discutir a importância de construir uma cooperativa e organizarem a documentação necessária para que continuem ofertando este serviço” explicou Nayara Gomes, Perita judicial Ambiental ( Globo verde Ambiental) e especialista em Gestão ambiental de municípios ( Instituto Federal da Paraíba)

Veja também:   SECA: Compesa inicia novo processo de contratação de carros-pipas

A reunião contou com a participação de 20 cacimbeiros, dos representantes da OCB, Adriano e Adalberto Teixeira, da professora e ex-secretária Kety de Danda, esposa do ex-vereador Danda Gaia, que foi um dos primeiros incentivadores da causa. Kety pretende continuar lutando ao lado dos cacimbeiros.

Receba as manchetes do Farol de Notícias em primeira mão pelo WhatsApp (clique aqui)

Cacimbeiros de Sta. Cruz lutam por cooperativa