Do G1 PE

Foto: Polícia Federal/Divulgação

Blitz aconteceu em Carpina, na Zona da Mata do estado. Caminhoneiro apresentou nota fiscal, mas cães Falcon e Britta indicaram que havia drogas no veículo, que foram apreendidas.

Um homem foi preso e 1,5 tonelada de maconha foi apreendida durante uma blitz da Polícia Federal em Carpina, na Zona da Mata de Pernambuco. A ação, divulgada nesta segunda (25), contou com apoio dos cães farejadores Falcon e Britta. A droga estava escondida em meio a uma carga de milho.

A fiscalização aconteceu na PE-90, no domingo (24). Um motorista de 31 anos, natural de Arcoverde, no Sertão, mas morador de Itambé, na Zona da Mata, foi abordado por volta de 1h30. Ele apresentou nota fiscal de uma carga de milho vinda da cidade de Luís Eduardo Magalhães (BA).

Ao verificar a carroceria do caminhão, os cães apontaram indícios da presença de drogas. O motorista acabou confessando que estava transportando maconha, escondida na parte central da carroceria. Invés das 220 sacas de milho, o veículo transportava 107, sendo o resto do espaço ocupados pelo entorpecente.

Os policiais federais encontraram 81 grandes sacos, onde estavam pacotes de maconha embalados em fita adesiva, totalizando um peso bruto de aproximadamente 1.525 quilos. Além da droga também foram apreendidos, o caminhão e um aparelho celular.

O homem foi preso em flagrante por tráfico interestadual de entorpecentes e foi encaminhado para a Superintendência da Polícia Federal no Cais do Apolo, na área central do Recife.

Em depoimento, ele disse que, por estar desempregado, aceitou ir até a Bahia a pedido de uma pessoa para transportar uma carga de milho pelo preço de R$ 1 mil, mas que, ao chegar lá, foi oferecido também transportar a maconha pelo preço de R$ 10 mil. Ele disse que aceitou, mas não deu detalhes de quem seriam os contratantes ou destino.